Uber – os taxistas não deveriam se preocupar tanto

Fui a um shopping em São Paulo e usei um Uber para ir e um táxi normal para voltar, gastando R$16,63 na ida e R$22,00 na volta.

Usei o Uber devido ao valor e o táxi devido ao trânsito intenso – eles podem trafegar nos corredores de ônibus e são mais rápidos.

Creio que único atrativo do Uber seja justamente o valor menor; em todos os outros critérios os táxis levam vantagem, na minha opinião; já usei Uber algumas vezes, o suficiente para observar um padrão:

– Os carros não são tão bons;
– Os motoristas não conhecem os caminhos; dependem 100% do Waze;
– Os motoristas acham que é um diferencial oferecer água e balas;
– Enquanto espero o carro do Uber chegar, eu vejo vários táxis passando; e eu esperando e esperando o Uber. A oferta de táxis é muito maior.
– Não me sinto seguro.

Recentemente chamei um Uber para levar minha esposa a um compromisso e fiquei acompanhando o trajeto pelo aplicativo; em certo momento fiquei tão preocupado a ponto de telefonar para confirmar que estava tudo bem; o motorista estava completamente perdido, dando voltas inúteis; ele só consegui chegar ao destino (mesmo com o Waze!) pois minha esposa foi indicando o caminho; ela nunca mais usou e pretende nunca mais usar o Uber.

Os taxistas não deveriam se preocupar tanto com o Uber mas, sim, continuar investindo em carros novos e confortáveis, em facilidades como pagamento com cartão (obrigatório na cidade de São Paulo) e acesso à internet e, principalmente, na gentileza e no conhecimento profundo das cidades em que atuam, garantindo que seus clientes farão o trajeto mais curto e rápido até seus destinos. Na minha ida ao shopping hoje, por exemplo, o motorista do Uber seguiu por um caminho muito estranho e complicado, não observando o trajeto que eu havia recomendado.

Provocar confusão e quebra-quebra, como aconteceu recentemente no Rio de Janeiro só provoca insatisfação (e repulsa) nos usuários atraindo ainda mais atenção sobre o Uber.

O Uber é uma fonte de renda adicional para muitos trabalhadores e a fonte principal para outros milhares recém demitidos; os rendimentos, para os motoristas, já não são muito vantajosos.

Se a qualidade do atendimento continuar caindo, o que deve ser uma tendência, apenas os piores motoristas com os piores carros continuarão no serviço; ao mesmo tempo, os serviços dos táxis vem melhorando. O resultado será um equilíbrio e os taxistas perderão apenas os clientes que já não lhe traziam lucro, com corridas muito curtas, por exemplo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s