Será que eu sou meu?

Vejam só: o carro que eu uso é da empresa; o celular é da empresa; o notebook é da empresa; no mínimo nove horas de cada dia, nos últimos vinte e sete anos e meio foram da empresa e continuarão sendo por mais algum tempo.

O que será que sobra?

Sobra todo o resto; sobra tudo o que é meu, mesmo; e que são justamente as coisas mais importantes – meus pensamentos, minha casa, minha família, nossos planos; o carro, o celular, o notebook e as nove horas por dia da empresa servem apenas para manter todas as outras coisas e não o contrário; às vezes me esqueço disso.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s